Viagens ao exterior de avião e o que saber

Muitas pessoas se sentem inseguras para uma viagem de avião pelo exterior, devido às muitas etapas ou procedimentos para o embarque ou desembarque que pode rolar. Daremos aqui informações que são básicas para essa viagem internacional. É um guia para que essa viagem seja um verdadeiro sucesso e sem complicações. Não deixe que essa viagem seja desesperadora para você.

As dúvidas nessa viagem internacional

É sempre uma maravilha viajar para fora do Brasil, buscar outras culturas, ter novas experiências e logo vem uma chuva de dúvidas nessa viagem. Até é difícil afastar pensamentos sobre mala, documentos e o que levar. Por isso, há uma grande demanda por informações. Essas dúvidas também têm acontecido por causa do aumento do número de viagens que são internacionais.

Os procedimentos

Antes dessa viagem ao exterior, a compra dessa passagem é o primeiro procedimento, que pode ser comprada de muitas formas, como em escritórios de agências de turismo, direto nas companhias aéreas, pela internet, nas lojas físicas ou por telefone ou em sites que comparam preços. Veja com antecedência a melhor forma para se chegar a esse aeroporto, se preocupe com esse trajeto também.

Com os documentos em mãos

Descubra todos os documentos que o seu destino internacional irá exigir. Pesquise também pelas vacinas que devem estar em dia pelos viajantes. Verifique em seu passaporte, se está dentro da validade e carregue todos esses papéis ou documentos em separado, dentro de uma pastinha, para se ter um fácil acesso. Todos embarcam com um documento de identificação como o passaporte ou o RG.

Viagens aéreas ao exterior com crianças

Para o embarque, famílias com bebês tem preferência na fila. As crianças de colo terão direito a até 10 Kg de bagagens, para despacho e mais 10 kg de bagagens de mão. Na hora do check-in, avise ao atendente sobre o embarque do carrinho de bebê. Nos voos internacionais menores acompanhados por 1 de seus pais ou outro parente, só podem voar com autorização judicial, que pode ser conseguida pelo juizado.

As regras de bagagem

Em voos que são internacionais há regras de bagagem e que podem mudar de uma companhia para outra. No geral, quem embarca do Brasil, terá direito a dois volumes, com 32 kg cada uma e também mais uma bagagem de mão num volume de 115 centímetros, que é a soma de altura, comprimento e largura. Não são permitidos frascos com mais de 110 ml de todos os líquidos, nem objetos pontiagudos ou isqueiros.

A etiqueta nas malas

É muito comum em voos internacionais que se coloquem etiquetas nas bagagens com os dados dos viajantes. São adesivos ou fitas coloridas, que são colocadas para se reduzir os riscos ou as chances dessas malas de serem confundidas, com outras que sejam parecidas na hora do desembarque. Para a bagagem que exceder o limite de peso, será preciso que pague uma tarifa que é estipulada pela companhia aérea.  

Na hora do check-in 

Numa viagem internacional o melhor é chegar ao aeroporto com mais ou menos umas 3 horas de antecedência. É um tempo necessário para que tudo seja feito com calma e até um tempo bom para que sejam resolvidos todo e qualquer imprevisto que possa surgir. Apresente-se na companhia aérea escolhida para esse voo internacional, realize o seu check-in, despache a sua bagagem e se informe se haverá alguma conexão.

O detector de metais e o seu embarque no voo

Nesses voos será obrigatório a sua passagem pelo detector de metais, o viajante deve tirar de seu corpo todos os objetos que são metálicos e isso são o porte de chaves, moedas ou até cintos, que deverão passar obrigatoriamente esses objetos junto com a sua bagagem de mão, no raio-x. Depois disso, será a hora de procurar pelo seu portão de embarque, que o número está indicado em seu cartão.

O que pode ou não dentro da aeronave

Dentro do avião é a hora de primeiro procurar pelo seu assento que fica assinalado no cartão de embarque. Os comissários de bordo são os responsáveis por explicar todos os procedimentos relativos à sua segurança no avião. O seu aparelho de celular precisa estar desligado ou no modo avião o tempo todo. Não é permitido o fumo a bordo. Pode ser servido algum lanche ou bebida ou até levar petiscos a bordo.

Diferença entre escala ou conexão

Essa diferença é mais um tópico que todo viajante para o exterior deve saber, na hora da compra de sua passagem. Nos voos que são com conexão, o passageiro irá desembarcar da aeronave numa outra cidade e embarca num outro avião, rumo ao destino final. Em voos que são com escala o avião irá aterrissar em uma ou mais cidades que são antes ao seu destino final, para o embarque ou desembarque de outros passageiros.

Dicas para os incômodos dentro do avião

Muitas pessoas e principalmente aquelas que irão realizar uma viagem de longa duração para o exterior, podem sentir algum incômodo ou desconforto nessa viagem. Isso pode ser uma pressão nos ouvidos, na hora da decolagem ou no pouso e até uma turbulência durante esse voo. A dica nesses casos é que os seus passageiros permaneçam sentados, mascle chicletes, simule bocejos e mantenha os cintos afivelados.

Na hora do desembarque

Ao desembarcar em um avião, siga as instruções dos funcionários que são os responsáveis para dar essas orientações, principalmente nos voos com escala ou conexão. Será necessário passar pelo balcão de imigração e tenha em mão o seu passaporte ou outro documento de identidade exigido para esse destino. Dirija-se a esteira de bagagens e fique sempre atento ao painel do seu voo.

De posse de sua bagagem no desembarque

Com a sua bagagem em mãos será necessário que enfrente mais um controle de raio-x, em que todas as suas bolsas ou bagagens deverão passar no controle alfandegário. Um agente também recolherá um formulário que deverá ser preenchido ainda no avião, explicando todas as regras de controle alfandegário. Feito isso, o viajante estará preparado para explorar todo o seu destino internacional.

O que são milhas aéreas e como acumular ou gastar pontos

Uma nova febre em passagens aéreas está cada vez mais ganhando novos adeptos que são os de milhas aéreas em passagens de avião. É considerado como um mundo que ainda é um mistério para muita gente. É possível com essas milhas viajar numa primeira classe ou até sem gastar muito. Vamos saber o que é isso e mais alguns detalhes. Embarque conosco nessa viagem!

As milhas aéreas

São os pontos obtidos com o cartão de crédito, que servem para serem usados em programas de fidelidades que são oferecidos pelas companhias aéreas. Ao se cadastrar nesse programa de milhagem, o passageiro acumula pontos, que são denominados como milhas e toda vez que se viaja em determinada empresa ou se adquire produtos ou serviços dessas lojas parceiras, se ganha mais pontos.

Como se acumular essas milhas

Acumular milhas é muito parecido em linhas que são aéreas, como nas operadoras que são de cartão de crédito. Primeiro faça um cadastro na página que é destinada a um programa de fidelidade da companhia aérea ou de um banco, anote o número de seu cartão de fidelidade, comece a usar esse número que pode ser Smiles ou Club Multiplus e toda vez que comprar passagens aéreas comece a ganhar mais pontos.

Os pontos no cartão de crédito

No cartão de crédito também é considerado como uma forma muito eficaz para quem deseja acumular milhas e ainda trocar os pontos por viagens. É preciso escolher um cartão de crédito que ofereça essa obtenção de pontos. Quanto mais se gasta nesse cartão de crédito, maior será os seus pontos. Fique sempre de olho em promoções que são realizadas pelas operadoras de cartão para aumentar seus pontos.

Como funcionam as milhas no cartão de crédito

No cartão de crédito as milhas na maioria das vezes 1 ponto é igual 1 milha. Mas nem sempre é assim, em muitos cartões 1 milha também pode ser igual a 1,25 pontos ou mais. Sendo assim, a quantidade de pontos nem sempre será igual às milhas que forem adquiridas, no momento de realizar essa troca, será necessário que se tenha mais pontos para que se tenha uma certa quantia de milhas.

Um número mínimo de pontos

Cada cartão de crédito pode exigir um número mínimo de pontos para que essa conversão seja realizada. Um exemplo é o Santander que somente realiza essa conversão para as milhas no caso do viajante ter no mínimo 15 mil milhas, enquanto que outros bancos realizam promoções e aumentam o valor dessa conversão em pontos para cada 1 dólar, para se ter ainda mais pontos que são extras.

As promoções pelas companhias aéreas

Muitas companhias aéreas também realizam muitas ofertas ao venderem as suas passagens aéreas por milhas. Os voos que podem custar até 10 mil milhas podem ser encontrados por até metade do preço, dependendo da promoção. Fiquem sempre atento as promoções e as novidades que são divulgadas pelas companhias aéreas com a qual você tem um programa de milhas.

Usando os pontos do cartão de crédito

No cartão de crédito o uso desses pontos é convertido em milhas aéreas, para a compra de passagens de avião que são mais baratas ou se realizar o resgate com os produtos que são ofertados pelas operadoras de crédito. Consulte sempre os seus pontos do seu cartão de crédito. Saiba os benefícios de seu programa de milhas, deixe seus pontos sempre renderem mais e acompanhe as promoções rápidas.

O resgate dos pontos em cartão de crédito

A troca dos pontos do seu cartão de crédito por milhas e se conseguir descontos em passagem será preciso que esteja cadastrado em um programa de fidelidades como o AAdvantage ou o Clube Multiplus. Entre em contato com o banco do seu cartão de crédto, informe os seus dados e solicite a transferência de seus pontos para o programa fidelidade.

A compra de passagens aéreas com milhas

Esse procedimento pode ser feito pelo site da companhia, na seção que é destinada ao programa de fidelidades. É inclusive, nesse local que o passageiro irá acompanhar toda a movimentação da sua conta, conferir os pontos que estão acumulados, os resgates que são efetuados e todas as promoções que são destinadas para você e outros benefícios como as salas VIPs em aeroportos.

Os clubes de pontos

Eles servem para que se escolha um plano, ao qual se dá direito a se acumular uma quantidade de pontos ou milhas todo mês, ao se pagar uma mensalidade que é promocional ao plano que é proposto. Todos esses pontos se somam ao que se ganha em voos, pelo cartão de crédito e em demais parcerias, para que sejam acelerados o seu acúmulo e dando acesso a promoções que são exclusivas, envolvendo bônus.

A emissão de uma passagem com seus pontos para outra pessoa

É possível emitir passagens ou resgatar produtos para quem você desejar, sem restrição alguma e sem precisar viajar com a pessoa para juntar e usar os seus pontos. Se não tiver os pontos suficientes, será mais barato a transferência de pontos do cartão de crédito ou até se filiar a um clube, para que seja aproveitada uma melhor oferta para compra de pontos.

Uma comparação importante

É a de comparar o valor do resgate da passagem com pontos, com o valor da tarifa que é em reais e ainda acumular milhas, deixando para se usar esses pontos em outra melhor oportunidade. Compare sempre todas as alternativas e assim poderá saber qual é a melhor. Aproveite também as melhores promoções que são de resgate de produtos ou de serviços, que sempre aparecem com boas oportunidades de resgate.

Siga a essas dicas

Siga as dicas que damos aqui, junte a sua pesquisa e acumule suas milhas para a escolha do seu próximo destino. Uma coisa é certa, podemos lhe assegurar que é bem mais simples do que você pensa. Conheça sempre os benefícios que são contratados e incluídos e em muitos deles é possível também emitir reservas de hotéis ou aluguel de veículos. Escolha o que melhor lhe atenda a todas as suas expectativas.

Guia para o passageiro aéreo

Vai viajar? Saiba o que pode ou não em sua viagem de avião. Um grande número de brasileiros está podendo embarcar em um voo e muitos deles, estão realizando essa viagem pela primeira vez. Entretanto, isso se dá por ´´ene“ motivos, que podem ser graças ao aumento de renda desse viajante, um crescimento da classe média e até as muitas formas para o parcelamento dessa viagem.

Um dos meios de transporte mais seguro

Não se desespere em sua viagem aérea, pois, o avião é considerado como o meio de transporte mais seguro. Uma aeronave possui um nível extremo de excelência. Para se ter uma noção apenas 10% de todos os acidentes da história em todo o mundo, foram causados por alguma falha nessa máquina e todas operam com 2 motores, 2 pilotos e com pelo menos 2 sistemas de navegação.

A passagem aérea e o preço

Há uma liberdade tarifária no preço das passagens aéreas em voos domésticos ou internacionais, sendo estabelecido livremente pelas companhias. Esse valor dessa passagem pode variar e conforme a sua utilização, como encontrada na internet, lojas, em balcão de um aeroporto ou em agências de viagens. O passageiro não é obrigado a contratar nenhum serviço opcional.

A contratação desses serviços opcionais 

Os serviços opcionais aos quais estamos nos referindo são os de seguro viagem, assento conforto ou bagagem extra, por exemplo. Todos esses serviços opcionais só podem ser escolhidos pela iniciativa do comprador, com todo o seu custo sendo apresentado de forma clara e separadamente ao valor dessa passagem de avião.

Os perfis de tarifa

Todas as empresas aéreas devem realizar uma divulgação, no momento da venda dessa passagem. Informar também, se o preço dessas passagens esteja inclusas no preço ou se poderão ser comercializadas na hora da compra desse bilhete. O passageiro poderá realizar uma compra antecipada, com a bagagem junto com a passagem ou realizar esse compra na hora do check-in.

O que deve conter no comprovante da passagem

No comprovante dessa passagem aérea deve conter informações como o valor total, discriminando os seguintes itens que são a regras, eventuais multas, o tempo de conexão, a troca de aeroporto, quando houver. Os valores dos transportes de bagagem, o sobrenome do passageiro, o horário e a data dessa viagem, os serviços e produtos opcionais, procedimentos, horários para embarque e a validade.

Alterações

Procure sempre a companhia aérea em casos de cancelamentos ou de alteração em sua viagem. Essas mudanças poderão ser feitas de acordo, com a disponibilidade de voos e que também podem gerar custos que são adicionais, que são previstos em regras que são da passagem adquirida. Após 24 horas da compra dessa passagem, essas solicitações de remarcação ou de reembolso de voo estarão sujeitas a multa.

Uma escolha para esse passageiro  

Se o passageiro concordar, o reembolso pode também ser realizado em créditos que são aproveitados em uma nova passagem. A empresa deve informar por escrito, a validade e a quantidade desses créditos, além da permissão da livre utilização pelo passageiro, que o mesmo poderá ter a passagem para ele mesmo ou para terceiros. As tarifas de embarque e impostos sempre devem ser reembolsadas a quem não viajou.

A validade de uma passagem aérea

Pode variar e depende da companhia aérea, de acordo com o contrato. Há casos em que esse transportador possa emitir um comprovante de passagem sem uma data que seja pré-definida para a sua utilização, com um prazo de validade de até 1 ano, que conta a partir da emissão dessa passagem e o passageiro deve ficar atento para o pedido de uma alteração ou de reembolso antes do término desse período.

Para os casos de atrasos de passageiros

Para esses casos de não apresentação do passageiro ao aeroporto no horário estipulado, a empresa pode recusar esse embarque. O que pode gerar custos que são adicionais, que estão discriminados em seu contrato de transporte. Cabe sempre ao transportador específico informar o horário que esse passageiro deverá se apresentar para o embarque.

Multas contratuais

Elas são aplicadas sobre o valor dos serviços que são do transporte aéreo e de forma alguma, essa multa pode ser cobrada sobre as tarifas aeroportuárias e os tributos que são pagos. Essas multas cobradas quando o passageiro solicitar alguma remarcação, cancelamento ou reembolso dessa passagem nunca poderá ser maiores que o valor pago pela passagem aérea, mesmo que essa passagem seja promocional.

O check-in

A confirmação em um voo e a emissão de um cartão de embarque é denominada com o nome de check-in. É um procedimento que pode ser realizado no balcão da empresa, pela internet, por algum aplicativo em um dispositivo móvel ou em um totem de autoatendimento localizado no aeroporto. O embarque é após o check-in, por ser o momento de inicio dos procedimentos para a entrada do passageiro na aeronave.

O embarque

Com o seu cartão de embarque e se o passageiro estiver apenas com a bagagem de mão e essa bagagem também estiver de acordo com as regras dessa empresa contratada para esse voo, esse passageiro deverá se dirigir diretamente ao canal de inspeção, que é o local que dará acesso para a área de embarque. Essa apresentação de embarque deverá ser feita no horário que for estipulado pela empresa aérea.

Na hora do voo

Para quem embarcou, no voo no horário certo e a bordo da aeronave, a escolha do assento pode ser feita na hora do check-in, Algumas companhias podem oferecer lanche a bordo e algumas cobram por isso. Fumar dentro de uma aeronave é terminantemente proibido, sem exceções, até para os voos que são internacionais.  Agora é só relaxar e aproveitar muito o seu voo até a hora do seu desembarque.

Um momento de expectativa

E a hora do desembarque e de receber a sua bagagem, que deve aparecer na esteira. A companhia tem a obrigação de devolver a sua mala nas mesmas condições em que foi despachada, em caso de furto comunique imediatamente o fato à companhia aérea. Esgotados os prazos de malas extraviadas, internacionais de 30 dias e em voos nacionais de 21 dias, a companhia deve indenizar esse passageiro. Siga a esse guia.

Dicas para o planejamento de uma viagem aérea

O planejamento de uma viagem de avião pode causar um verdadeiro prazer ou até um desespero para quem optar por realizar essa viagem. Muitas pessoas adoram pesquisar e outras nem tanto, mas muitas delas precisam de uma mãozinha para esse planejamento. É nesse quesito que entramos e trazemos todo um passo a passo para que essa viagem se concretize e seja incrível.

Os passos essenciais para essa viagem aérea

Uma viagem está se tornando cada vez mais comum entre os brasileiros e estamos nos referindo aos destinos que são nacionais ou internacionais. Todas estão se tornando destinos como parte do orçamento do brasileiro. Porém, para se ter uma viagem aérea que seja mais tranquila e com mais segurança, se faz necessário que se tenha um planejamento dessa viagem.

Viajando barato

Isso é o que todo viajante logo pensa e também faz parte de um bom planejamento em sua viagem aérea. Quem planeja com antecedência terá a oportunidade de pesquisar muitas opções e claro, a chance de encontrar os melhores preços. É uma etapa que é a do planejamento, considerada como essencial para não esquecer nenhuma etapa nessa viagem.

Definir uma data

Em seu planejamento a definição de uma data para essa passagem aérea é para ser feita no seu planejamento, de imediato. É preciso escolher uma boa data. Alguns fatores devem ser levados em consideração para essa escolha, como seu trabalho, se irá precisar tirar umas férias, uns dias ou aproveitar um feriado.

Avalie o clima do destino, se será possível pegar uma praia, se é com um clima de montanha. Pense no tempo de duração dessa viagem. Leve sempre em consideração os seus gastos, o seu tempo disponível, o que quer conhecer e o que irá fazer nesse destino, com os seus familiares ou com os seus amigos. Tenha um diálogo com os demais viajantes para entrar também em um acordo.

O seu orçamento

Mais uma parte importante nessa viagem e nesse planejamento, que é o seu orçamento. É ele que irá definir muita coisa em seu destino. Faça as contas de quanto terá para gastar, sem se esquecer com os gastos para embarque, se será necessário à compra de roupas que são específicas para esse destino, a compra de uma ou mais malas de viagem e seus objetos pessoais.

Em destinos internacionais

No caso de destinos que são internacionais, a preocupação nesse planejamento deve ser levada em consideração em relação à conversão da moeda local e a sua taxa cambial, que pode ser mudada até a data dessa viagem. O viajante deve reservar um pouco mais de dinheiro, no caso da moeda ser desvalorizada em seu país e a moeda utilizada em seu destino.

A escolha do destino

Chegou a hora de escolher o seu destino, coloque em pauta o seu orçamento e sabendo disso, o melhor destino poderá ser escolhido, confira a estação do ano, que interfere e muito numa viagem, com alguns voos podendo ser cancelados. Separe uma lista com alguns destinos e veja os seus prós e contras de cada um, para ficar claro qual é o destino mais apropriado ao seu perfil.

Organize os seus documentos

Todo planejamento em uma viagem aérea passa pela organização da documentação que será usada. Como a do visto, um documento de identificação para o check-in, o passaporte brasileiro para uma passagem ao exterior. Em alguns países também é exigido o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia, que é uma espécie de carteirinha internacional de vacinação.

O visto para uma viagem internacional

Em viagens internacionais como nos Estados Unidos, Inglaterra e outros países, é solicitado ao viajante um visto de turista. Verifique se o destino escolhido exigirá esse visto, procure saber também qual o processo e os documentos que são necessários para se tirar esse visto de viagem. Tenha em mente também um destino secundário, para o caso desse visto a esse destino ser negado.

A passagem de avião

Escolhido o destino, pensado no visto é a hora da compra dessa passagem e o quanto antes essa compra sendo feita, maiores serão as suas chances em pagar mais barato. Alguns cartões de crédito trabalham com programas de milhas aéreas e dão a chance de viajar quase de graça. Pesquise essa passagem em diferentes companhias e fiquem atentos as regras de bagagem nesse voo.

A montagem de seu roteiro de viagens

Muitos pontos para a montagem desse roteiro devem ser levados em consideração e planejados para um bom resultado desse roteiro. A primeira dica é a de pesquisar muito. Leia blogs sobre viagens. Veja comentários de quem já realizou essa viagem para o destino escolhido, resenhas de outros viajantes que já passaram por lá e colha muitas informações importantes.

A escolha da hospedagem 

A hospedagem é outro ponto que deve ser levado em consideração nesse planejamento. É o local aonde o viajante irá descansar, para depois continuar a sua visita aonde quiser. Escolha o melhor tipo de hospedagem, compare os seus preços, em diferentes sites como o airbnb, por exemplo. Procure por cupons de descontos e promoções nessas hospedagens.

A contratação de um seguro viagem

Muitos viajantes optam por um seguro viagem, para terem mais tranquilidade ou segurança. Na maioria deles há coberturas para diversos riscos que se pode correr e que podem ser coberturas para as despesas médicas, hospitalares, invalidez permanente, total ou parcial em acidente, morte acidental, extravio de bagagem e muitas outras coberturas que podem ser contratadas.

A organização de seus dias nessa viagem

Organize também os seus dias durante essa viagem, quando já estiver em seu destino escolhido, como os dias que servirão para melhor orientar as suas atividades no destino, em seus pontos turísticos, organize por períodos como o da manhã, tarde ou noite e horários para se ter uma agende fechada, pesquise por cardápios nesse destino e como se locomover entre as localidades nessa viagem.

Concluindo o nosso planejamento

Chegamos ao final de nosso planejamento para uma viagem aérea e com essas dicas o viajante pode ter um bom resultado, que o segredo é que seja feito com muita antecedência e pesquisa sobre o seu destino, que também é o básico em sua viagem. São dicas imprescindíveis de como minimizar alguns problemas que podem surgir. Siga as nossas dicas e prepare-se para essa maravilhosa viagem aérea.

Dicas para a sua primeira passagem aérea

A sua primeira viagem aérea já está programada ou marcada e você ainda não sabe como agir? Preparamos dicas que são formidáveis, para que esses viajantes possam estar familiarizados com muitos termos que são próprios da aviação e ainda conhecer algumas normas para solucionar as suas principais dúvidas. São informações válidas para viagens nacionais ou para o estrangeiro.

A compra pelas passagens de avião

Comprar essas passagens também deve estar atrelado a encontrar passagens mais baratas e para isso, existe agências que são especializadas ou outra forma de compra seria diretamente pelo site ou indo diretamente á companhia aérea. Pelo uso dos sites, o diferencial fica por conta de se usar muitas ferramentas, que possam garantir uma varredura completa e uma busca pelo menor preço.

Diferenças entre as bagagens

Há diferenças entre elas e que são as de mão, que é aquela bagagem que o passageiro leva e que pode ser colocada debaixo do assento ou no compartimento que se localiza acima das poltronas. A bagagem despachada é aquela que vai ao porão do avião, sendo despachada no check-in e retirada em seu destino final.

As regras para essas bagagens

Cada companhia aérea possui a sua regra que é própria e contendo o que pode ou não, embarcar dentro de um avião. Tanto as bagagens de mão, como as bagagens que são despachadas, tem essas regras e por isso o viajante sempre deve se informar sobre elas e até saber quais itens, que até um primeiro momento podem ser inofensivo e que na verdade não são.

O detector de metais e o raio-x

Saiba que todo passageiro de avião antes de entrar na sala de embarque, deverá obrigatoriamente passar por um detector de metais e ter a sua bagagem analisada pelo raio-x. É um procedimento considerado como de segurança, para que se tenha a garantia de que nenhum produto que seja proibido seja levado nesse voo e alguns itens podem ser confiscados como desodorante aerossol, agulhas de tricô e até vinho.

Se dirigindo para a sala de embarque

O mais recomendado é que se dirija para essa sala de embarque num período entre 30 ou 40 minutos antes do horário que está previsto para a sua decolagem. É um tempo recomendado para se passar pelo raio-x e encontrar o seu portão de embarque e alguns aeroportos são gigantes e será preciso caminhar por muitos minutos para encontrar o local exato de onde partirá esse avião.

Quantos quilos são permitidos numa bagagem

No ano de 2017 aconteceu uma nova resolução que foi aprovada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e fazendo com que essa polêmica regra sobre as franquias de bagagens sejam alteradas e o passageiro possa levar até 10 Kg como bagagem de mão, respeitando também as medidas de altura, comprimento e largura que podem variar de acordo com cada companhia.

As regras para os voos internacionais com essa bagagem

Para os voos internacionais e o despacho dessas bagagens, cada companhia tem a sua autonomia para decidir quantos quilos o passageiro poderá levar nesse voo e se essa bagagem poderá ser ou não tarifada em separado. Companhias aéreas que operam para voos no exterior como a Azul, Latam e Gol, tem regras diferentes e algumas até permitem o despacho de até 2 malas de 23 kg sem custo.

O que pode ser servido em um voo

Muitas companhias aéreas oferecem biscoitos, snacks ou bebidas como uma forma de cortesia para os seus passageiros e outras companhias oferecem esse mesmo serviço, só que cobram por eles em separado. Nos voos internacionais que saem do Brasil, de qualquer companhia, todas essas refeições são de graça e a variedade do que pode ser servido dependerá de muitos fatores, como classe, horário, tempo e voo.

Lidando com o desconforto no ouvido

Muitos passageiros relatam que sentem um desconforto nos ouvidos durante uma viagem de avião, principalmente durante o pouso e a decolagem. É provável que você em sua primeira viagem, possa lidar com esse desconforto nos ouvidos. Isso ocorre por causa de uma rápida mudança de altitude e para aliviar essa sensação, mastigue ou beba algo nesses momentos ou tampe o nariz forçando uma ventilação.

A turbulência

É um fenômeno que é decorrente de diferenças que são naturais ou climáticas que são sofridas ao longo de todo esse percurso. Para quem está bordo de um avião, essa sensação pode ser de uma trepidação que pode variar muito a sua intensidade. Por causa disso, que o cinto de segurança deve ser afivelado, como medida básica para que sejam evitados muitos acidentes. A possibilidade de uma tragédia fatal é mínima.

A conexão  

Um voo com conexão significa que se será preciso que se troque de aeronave para se chegar ao destino final. Se for a sua primeira viagem de avião, esse é um procedimento que pode ser feito e que é uma tarefa muito simples. Ao descer do voo é só seguir todas as orientações e as indicações do aeroporto, como sinalização, autofalante e siga as orientações dos funcionários para dar continuidade a essa viagem.

Se distraindo durante o voo

Muitos passageiros que estão viajando pela primeira vez, podem se sentir ansiosos, isso é normal, mas há formas para se distrair nesse voo e algumas companhias podem oferecer entretenimento de bordo, com pequenas TVs que ficam acopladas no assento na parte da frente com os seus programas que ficam disponíveis em um aplicativo que é especifico. Leve também livros, revistas, fones de ouvidos e celular com bateria.

Quando é a hora para pegar as malas novamente

Nos casos dos passageiros que só estão viajando com a bagagem de mão, é você o responsável por guardar e retirar, se tiver conexão. Se houver bagagem despachada o resgate pode acontecer em seu último destino. Nas conexões que são internacionais, pode ser exigido que esse passageiro retire suas malas na pista de bagagem e as despache novamente em cada parada que é feita durante toda essa viagem. Com certeza uma dessas dicas, você utilizará em sua primeira viagem.

Como contratar um seguro para a sua viagem

Contratar um seguro para a sua viagem é tentar se livrar de muitos problemas. Com ele, podem ser evitados muitos transtornos como o de doenças, extravio de sua bagagem ou qualquer outro imprevisto. Por isso, é muito importante a contratação desse seguro viagem para o seu destino. Um bom seguro é aquele que cobre qualquer problema e aqui vamos lhe dar muitas dicas.

Como se dá o funcionamento desse seguro viagem

Ele funciona como um plano de saúde que pode ser utilizado por um determinado tempo, agindo como se fosse uma garantia para muitas situações que podem ocorrer nessa viagem ou para acidentes. É válido para os dias que forem contratados, dentro de normas que são estipuladas em cada contrato. Pode ser feito para viagens internacionais, já que os planos de saúde brasileiros não serão válidos.

A necessidade desse seguro viagem

Ter um seguro viagem é de extrema necessidade, pois, acidentes ou doenças podem acontecer com qualquer viajante. Se o problema for grave, o custo de um tratamento no exterior pode ser bem caro e nem todos os países atendem de graça. Por esse motivo que não vale correr o risco. Esse seguro também pode valer para serviços de extravio de bagagem, remarcação de passagem e até para os casos de morte.

O que deve ser avaliado para essa contratação

É muito importante realizar algumas avaliações para essa contratação, como o de avaliar o seu destino, para os procedimentos que são relativos a uma emergência médica, avaliar os tipos de coberturas, que podem ser as básicas ou as que são adicionais, como um seguro de bagagens e até quais os destinos em que a contratação desse seguro pode ser obrigatória.

Comparando os preços

Comparar os preços sempre é uma dica que não pode ser descartada ao se contratar um seguro para a sua viagem. Com essa comparação de preços é possível achar os melhores preços. Compare esses preços por pelo menos 4 seguradoras diferentes e veja todos os seus detalhes, que podem auxiliar e muito, na contratação desse seguro viagem. Essa contratação deve ser em base no dia do seu embarque a essa viagem.

Os seguros de seu cartão de crédito

Muitos cartões de crédito também oferecem serviços que cobrem a perda, o roubo ou a clonagem desse dinheiro de plástico, o que pode ser um grande transtorno em sua viagem. Devido a isso, é muito boa também essa proteção extra. Deixe anotado o telefone para o contato com esse banco e habilite o seu celular para receber mensagens SMS, com mensagens de consumo até um determinado valor.

Como contratar esse seguro

Os seguros podem ser contratados por empresas que são especializadas em seguro ou pelo próprio banco do viajante. Pode ser diretamente pela companhia aérea que foi escolhida pela sua viagem, no mesmo site em que a compra da passagem foi realizada, nas agências de turismo ou em operadoras de cartão de crédito. A maioria desses serviços podem ser contratados diretamente pelo site das empresas e sem burocracia.

As viagens e esse seguro

O seguro para essas viagens pode ser contratado para os destinos que são aqui no Brasil ou para as viagens que são internacionais. No Brasil, muitos brasileiros, tem planos de saúde, por causa disso que esse serviço não é tão comumente contratado. Esses seguros podem ser feitos de acordo com os países de destino ou o tipo de atividade que será realizada em sua viagem.

As regras para a contratação desse seguro

Ao contratar esses seguros, o viajante deve informar a complexidade para a contratação desse seguro, informando todos os detalhes para a seguradora. Esses seguros não seguem a mesma regra em todos os países de destino. A seguradora deverá informar se há alguma especificidade sobre o país de destino e exija que se possam enviar detalhes desse contrato. Os seguros serão tão completos quanto o pacote contratado.

Evite seguros que são desconhecidos

O consumidor deve evitar pela contratação de seguros que são desconhecidos e com um difícil atendimento para o usuário. Opte por seguradoras que são grandes e também conhecidas. São motivos para que o consumidor tenha a certeza de um bom atendimento e que seja eficiente na hora que mais precise. Estamos nos referindo às seguradoras e também quanto as de cartões de crédito.

O tempo de contratação para esse seguro

Ao contratar esse seguro o viajante pode escolher por no mínimo o mesmo tempo de duração dessa viagem. Atrasos em companhias aéreas ou demais imprevistos podem acontecer e por isso, a sugestão é que esse contrato seja feito com mais 2 dias a mais ao término dessa viagem, para que se fique garantido o seu retorno. Entretanto, essa contratação pode ser feita até mesmo na véspera dessa viagem.

O que esses seguros podem cobrir

As coberturas para esses seguros podem ser em atendimento médico ou odontológico 24 horas, para o cancelamento dessa viagem, despesas farmacêuticas, hospedagem após alta hospitalar, remarcação de passagem para regresso, repatriação médica ou funerária, indenização em caso de morte, acidente ou invalidez permanente ou total, bagagem extraviada, despesas jurídicas e pagamento antecipado de fiança.

Como comprovar que se tem um seguro na viagem

A comprovação de que o viajante tem um seguro se dá por meio eletrônico ou com um contrato que seja físico do seguro que foi escolhido pelo viajante, mesmo para os seguros que são relativos ao cartão de crédito. Pode haver a possibilidade desse seguro ser exigido na imigração do país de destino e que será muito útil para um caso de emergência para se entrar em contato com a empresa que é do seguro que foi contratado.

O atendimento com esse seguro viagem

Provavelmente a seguradora enviará um médico até o viajante ou indicará um local para o seu atendimento ou um serviço que seja conveniado para que esse atendimento seja realizado da melhor forma possível e de acordo, com o que foi contratado. São procedimentos padrões e mais comuns e funcionam como um sistema de ressarcimento para os seus contratantes. Leia as cláusulas no contrato e tenha esse serviço.